Ortopedia Funcional dos Maxilares

Dra. Maria Regina Fernandez - Ortopedia Funcional dos Maxilares


Ortopedia Funcional dos Maxilares é uma Especialidade Odontológica que visa detectar e corrigir os desvios no padrão de crescimento das arcadas dentárias. Desde o nascimento até a fase adulta o desenvolvimento dos ossos e músculos da face ocorre através de estímulos adequados levando a uma correta relação entre a arcada superior e a inferior e a um posicionamento dentário estético.

Os desvios de crescimento são na maioria das vezes decorrentes de alterações dos padrões funcionais de respiração, mastigação e deglutição. Tais alterações são de ação contínua gerando mecanismos compensatórios pelo corpo como um todo tornando necessário o desenvolvimento de um trabalho interdisciplinar com outros profissionais da área saúde (médicos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas). Podemos citar a Síndrome do Respirador Oral como exemplo desses mecanismos compensatórios, onde além do comprometimento das vias respiratórias ocorre ainda:
• Alteração do padrão de crescimento e do padrão muscular do terço médio e inferior da face.
• Estreitamento das arcadas (pela inversão do fluxo respiratório).
• Alteração na postura da cabeça e pescoço (projeção anterior do conjunto na tentativa de aumentar o espaço para passagem de ar),
• Problemas digestivos (decorrente da falta de trituração adequada dos alimentos e da ingestão de ar).

O tratamento ortopédico funcional procura através do uso de aparelhos móveis proporcionar um correto estímulo das estruturas ósseas e musculares corrigindo assim os desvios de desenvolvimento da face e de posição dentária.

No início do tratamento é solicitada uma documentação específica (fotografias, radiografias e modelo das arcadas) com a qual se fará um estudo individual para determinar a idade óssea do paciente, seu padrão de crescimento facial e possíveis desvios de desenvolvimento. Através desse estudo é estabelecida a conduta clínica a ser tomada. Durante o tratamento serão utilizados aparelhos de diversas técnicas ortopédicas. A duração do tratamento, as técnicas elegidas e número de aparelhos usados serão determinados pelo tipo de desvio apresentado e pela idade do paciente. Quanto mais cedo for iniciado o tratamento menores serão os desvios instalados e mais fácil será a correção dos mesmos.